Carregando...
Você está em:  Home  >  Islamismo  >  Artigo

Muçulmanos e o Hadith

Por   /  27 de dezembro de 2016  /  Sem comentários

    Imprimir       Email

alcorao_120917_cc

Nova geração de Muçulmanos que adotam apenas o Alcorão e rejeitam o Hadith

Recebi muitas mensagens de muçulmanos que rejeitam o Hadith, não apenas os Hadiths fracos, mas qualquer coisa que eu cito dos Hadiths, mesmo se eles são classificados como fortes por estudiosos muçulmanos. Vamos dar uma olhada em um exemplo. Existe um comentário recente em meu vídeo sobre Maomé falando aos seus seguidores a beberem urina de camelo:

em lugar nenhum o Alcorão diz isso…que beber urina de camelo cura etc etc…tudo é escrito no Hadith…nós muçulmanos cremos no alcorão porque esta é a palavra de Deus…e o Hadith foi escrito depois da morte do profeta Maomé, portanto todo o Hadith não pode ser verdade porque foi escrito pelo homem“.

Perceba o que ele escreveu, que o Hadith não pode ser verdade porque ele foi escrito pelo homem. Então, seguindo este raciocínio se eu escrever “2+2=4″ não é verdade porque foi escrito pelo homem. Críticos muçulmanos usam este argumento quando tentam desesperadamente defender Maomé. Agora para ser justo, existe uma séria posição minoritária no islamismo que rejeita o Hadith como autoritativo. Eu tive uma discussão em um programa de rádio com um desses uma vez cujo nome é Hanza Abu Malik. A posição desse grupo é que o Alcorão é a palavra de Allah e contém tudo o que você precisa saber sobre como se submeter a Allah. Maomé, desta perspectiva, foi basicamente apenas um homem que passou a mensagem. Como se alguém lhe enviasse uma carta dizendo que você não deveria adorar ou glorificar um homem por entregar uma mensagem, então porque os muçulmanos focam tanto em Maomé? Então existe uma posição intelectual que rejeita o Hadith como autoritativo, mas muçulmanos que tomam esta posição são considerados hereges pela maioria dos muçulmanos. Porque eles são considerados como hereges? Porque outros muçulmanos estão convencidos que alguns dos ensinos e práticas mais fundamentais do islamismo vêm do Hadith e o Alcorão não pode realmente ser entendido sem o Hadith. O islamismo ortodoxo é erguido entre os fundamentos do Alcorão e do Hadith. Este é o motivo pelo qual estou tão fascinado em ver um crescimento rápido desta comunidade de muçulmanos nos comentários que rejeitam o Hadith. Mas esta nova geração de muçulmanos que rejeitam o Hadith, não rejeitam o Hadith porque eles estudaram o Hadith, o Alcorão e as doutrinas islâmicas e então concluíram que eles devem rejeitar o Hadith. Eles rejeitam o Hadith simplesmente porque eles ficam muito embaraçados pelo que encontramos no Hadith. Vamos ver minha resposta em porquê eles tem um problema. Eu comecei destacando uma inconsistência óbvia:

“…o Hadith não pode ser verdade porque foi escrito pelo homem…” Seu comentário foi escrito pelo homem, então eu acho que esse comentário não pode ser verdadeiro. Ótimo trabalho refutando a si mesmo! E mais, o Alcorão ordena os muçulmanos a se submeter as decisões de Maomé (Alcorão 4:65). As decisões de Maomé são encontradas no Hadith, não no Alcorão. Então, você não pode obedecer o Alcorão sem obedecer Maomé no Hadith. O Alcorão também afirma que Maomé é o padrão de conduta para os muçulmanos (Alcorão 33:21). A conduta de Maomé está registrada no Hadith, não no alcorão. As práticas mais básicas do islamismo vem do Hadith, não do Alcorão. Por exemplo, é exigido dos muçulmanos a recitar a Shahada como o primeiro “pilar do islamismo”. A shahada é encontrada no Hadith, não no Alcorão. O segundo “pilar do islamismo” é orar cinco vezes por dia. Mas o Alcorão diz apenas para orar três vezes ao dia. Cinco orações diárias são encontradas no Hadith, não no alcorão. Tudo isso deixa você com um dilema interessante. Por um lado, se você rejeitar o Hadith, você terá que rejeitar as práticas mais básicas do islamismo, e você nem mesmo pode obedecer o Alcorão. Por outro lado, se você aceitar o Hadith, você tem que aceitar os ensinos de Maomé, os quais você claramente acha revoltante (ex.: beber urina de camelo). Deixe-me saber a sua decisão.

Agora, estes são apenas alguns dos problemas que surgem para os muçulmanos que rejeitam o Hadith. Tem mais, existem muitas passagens do alcorão que não fazem nenhum sentido sem examinar o pano de funda histórico no Hadith. Nós nem mesmo sabemos como o Alcorão foi compilado sem ir nas fontes externas. Mas minha resposta atrai a atenção ao problema para a nova geração dos muçulmanos que creem apenas no Alcorão. A antiga geração dos muçulmanos que creem apenas no alcorão adotaram uma posição teológica particular e aceitaram as consequências de negarem o Hadith. A nova geração de muçulmanos que creem apenas no alcorão dizem que eles devem rejeitar o Hadith mesmo embora suas crenças e práticas venham do Hadith. Em outras palavras, eles oram cinco vezes ao dia sem perceber que essa prática vem do Hadith. Eles recitam a Shahada sem perceber que ela vem do Hadith. Muçulmanos bem informados que creem apenas no alcorão, pessoas como Hazan Abu Malik, não oram cinco vezes ao dia. Eles não recitam a Shahada. Eu perguntei a Hanza se ele recita a Shahada e ele disse: “aha, é uma pegadinha”, é uma pegadinha porque ela inclui Maomé em um credo ao lado de Allah. Então, existem consequências para os muçulmanos que rejeitam o Hadith. Se nossos amigos muçulmanos querem rejeitar o Hadith, tudo bem para mim, mas precisamos explicar a eles quais as implicações de eles rejeitarem o Hadith, pois se eles forem mesmo rejeitar o Hadith, eles tem que rejeitar todos os ensinos e práticas que vem do Hadith e não do Alcorão. Quando eles fizerem isso lá se vai a maior parte do Islã.

Por David Wood, Tradução Walson Sales

    Imprimir       Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *