Carregando...
Você está em:  Home  >  Comentário Bíblico  >  Artigo

A questão da Verdade versus Relativismo

Por   /  22 de fevereiro de 2019  /  Sem comentários

    Imprimir       Email

Por que o dito relativismo ético e religioso representa um oponente a doutrina cristã?

No Evangelho de João capitulo 14 e versículo 6  temos: “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai, senão por mim”. Aqui está o cerne da nossa fé cristã. Como dito nas Sagradas Escrituras, a verdade liberta ( Jo 8.32).

Vejamos a afirmação de Edith Theresa Hedwing Stein: “quem busca a verdade, busca a Deus, mesmo sem saber”. De origem judia, Edith foi a primeira mulher a defender uma tese de filosofia na Alemanha. Foi discípula de Edmund Husserl, fundador da fenomenologia. Declarava-se ateia, e até à adolescência ia para  sinagoga, mais por atenção a sua mãe do que por convicção religiosa. Possuidora de uma inteligência singular e uma abertura de coração para a verdade, ao receber pela primeira vez uma literatura cristã, intitulada “O livro da Vida”, teria dito sobre o Cristianismo: “aqui está a verdade”.

Anos depois, perseguida pela Alemanha Nazista, foi presa defendendo sua fé e levada para os campos de concentração de Auschwitz. Ecoam as palavras de Edith Stein: “quem procura a verdade, procura a Deus, seja isso evidente ou não para ela”.

Os filósofos gregos são a prova de que podemos chegar ao conhecimento de Deus apenas com o uso da nossa razão. Sem a revelação bíblica, mas partindo da busca pela verdade, chegaram a conclusão de que o universo só poderia ser fruto de uma “causa incausada”, ou seja, uma causa primeira que causou todas as coisas, mas que nunca foi causada. Essa causa primeira ou “causa das causas”, seria Deus.

Sócrates, inclusive, teria feito uma oração ao Deus desconhecido, “causa das causas”, para que tivesse piedade dele.

Por que alguns filósofos gregos chegaram ao conhecimento de um Deus uno, infinito, absoluto, indizível, espírito, simples, eterno, “causa de todas as causas”, sem a revelação das Sagradas Escrituras?

Por que uma ateia como Edith Stein descobriu a Deus apenas investigando a verdade?

A resposta é que aqueles que buscam a verdade de coração sincero encontrarão a Deus, pois Deus é a verdade.

Portanto o Relativismo se mostra antagônico a fé cristã, quando prega que a partir do pressuposto da afirmação de que existe uma verdade vinculada e válida, na própria história, na pessoa de Jesus Cristo e na fé do seu Evangelho, é considerado um fundamentalismo que se apresenta como um autêntico atentado contra o espírito moderno e como ameaça ao bem principal, ou seja a tolerância e a liberdade.

————

Livro: A Cristofobia no Século XXI- Entendendo a perseguição aos cristãos no terceiro milênio. (Daniel Chagas Torres)

Via Fabiana Ribeiro.

    Imprimir       Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *