Carregando...
Você está em:  Home  >  Espiritimos  >  Artigo

Lc 23.43 – uma prova cabal da imortalidade da alma

Por   /  16 de novembro de 2017  /  2 Comentários

    Imprimir       Email

LUCAS 23.43 – ESTE VERSO INDICA QUE NÃO HÁ UMA EXISTÊNCIA CONSCIENTE APÓS A MORTE?

E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.

A Tradução do Novo Mundo das TJs traz este verso do seguinte modo: “E Ele lhe disse: verdadeiramentete te digo hoje, que estarás comigo no Paraíso”. As TJs colocam uma vírgula após a palavra hoje, para escapar da afirmação de Jesus “estarás comigo no Paraíso hoje”, ou seja, para introduzir o ensino que não existe vida consciente após a morte e que a promessa de Jesus só se cumprirá quando Ele governar como Rei no céu e ressuscitar o seu arrependido malfeitor para uma vida na terra, o paraíso dos sobreviventes do Armagedom.

Outro grupo que interpreta (e traduz) esse texto de modo a encaixá-lo em suas doutrinas são os espíritas. No livro Analisando as Traduções da Bíblia, de início diz o autor que essa passagem só existe no evangelho de Lucas – assim como a narativa do rico e Lázaro (Lc. 16.19-31) e “alguns estudiosos” se perguntam se Jesus teria realmente dito essas coisas. Alegando ainda que ambas “sustentam a ideia de uma salvação gratuita, uma total ausência de responsabilidade individual e tentam abolir a necessidade da reencarnação”, caso sejam verdadeiramente palavras de Jesus, o Mestre estaria dizendo que o ladrão estaria entrando no Paraíso para ser julgado e não para ficar no Paraíso. O autor cita Elizabeth C. Prophet, a profetisa da Nova Era como defensora dessa ideia. Posteriormente, alega que “há uma controvérsia muito grande com relação à pontuação colocada que se arrasta desde desde tempos antigos” e argumenta: “nós, espíritas, defendemos a corrente dos que colocam a vírgula após o vocábulo ‘hoje’, pela lógica que ela representa”. Falando sobre os que colocam a vírgula depois do verbo ‘digo’, ou seja, todas as traduções bíblicas católicas e protestantes, o espírita diz: “estes pertencem à corrente dos que defendem um céu gratuito e sem esforço pessoal, com a qual nós não concordamos” (obra citada, Severino Celestino da Silva, p. 311-312).

RESPOSTA APOLOGÉTICA: 1- Às TJs: não existe no texto grego nada que indique ser necessário inserir essa vírgula, como faz a TNM. A frase “em verdade te digo” aparece 74 vezes nos evangelhos, e somente nesta passagem a TNM coloca vírgula desse modo, forçando a doutrina da inconsciência dos mortos. Na verdade o que vemos no texto é que o ladrão pediu a Jesus que se lembrasse dele num futuro escatológico, a implantação do Reino de Deus futuro, e Jesus lhe promete algo melhor, a entrada no Paraíso HOJE! Essa passagem está em conformidade com outras que mostram a vida consciente após a morte (Sl. 16.10-11; Mt. 17.3; IICo. 5.8; Fp. 1.23 Hb. 12.23; Ap. 6.9).

2- Aos espíritas: Não existe “controvérsia entre os estudiosos desde os tempos antigos” sobre a pontuação dessa frase. A única tradução que fazia essa alteração no texto era a TNM. Recentemente (2014) os espíritas também passaram a trocar a vírgula de lugar, para defender a reencarnação. Os comentários que o autor espírita faz, expressando seu inconformismo com a graça de Deus, e a citação da profetisa da Nova Era, dispensam maiores comentários.

—————

Texto BaseResposta às Seitas, Norman L. Geisler e Ron Rhodes, CPAD, 1997.

Texto adaptado e compilado pelo Pr. Edison Miranda da Silva e Maria Candida Alves.

    Imprimir       Email

2 Comentários

  1. gaspar disse:

    muito bom eu gosto do estudo apologético daqui

  2. gaspar disse:

    que Deus abençoe os irmãos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *