Carregando...
Você está em:  Home  >  Comentário Bíblico  >  Artigo

Os demônios: os aliados de Satanás

Por   /  16 de abril de 2019  /  Sem comentários

    Imprimir       Email

Alguns acreditam que os demônios não existem, que são apenas um mal e não um ser causador do mal. Argumentam, por exemplo, do moço, mudo e surdo, atacado de sintomas semelhantes a epilepsia (Mc 9.14-29). Daqui procede a opinião de alguns, dizendo que a possessão era simples hipótese dos judeus para explicar as desordens físicas e as doenças mentais. Estas teorias perdem seu valor considerando que os demônios falam (Mc 1.23-24, Mc 3.11, Mc 5.7), revelam conhecimento que excedem a faculdade humana, como, por exemplo, denunciando a divindade de Jesus (Mc 1.24); Eles reconheciam a sua individualidade distinta e independente da pessoa em que habitavam (Mt 8.31), pois certa manada de porcos à distância correu furiosamente a lançar-se no mar, quando o Senhor os lançou fora do endemoninhado gadareno (Mt 8.28-34, Mc 5.1-20); O Senhor Jesus os reconheceu como existindo e sobre que instruiu a seus discípulos, dizendo lhes: ”Esta casta não sai de modo algum, salvo à força de oração [e jejum.]” (Mc 9.29).

Vejam o que diz o Dr. Halley no seu livro “O Manual Bíblico”:

Nos evangelhos apresentam-se os demônios como sendo cientes de que Jesus era o Filho de Deus, como seres pertencentes ao reino de Satanás, como passando por lugares secos, aguardando o tormento do abismo, preferindo morar em porcos a ir ao seu lugar próprio. Muitos podiam ficar numa só pessoa. Falavam, reconhecendo que tinham uma personalidade e uma consciência separadas daquela da pessoa por eles ocupados, dela claramente distintas. Encaravam o julgamento futuro com tremor. Jesus não se interessou por eles, senão pelas pessoas a quem faziam sofrer… Parece que há “espíritos maus”, espíritos imundos”, “espíritos sedutores”, “anjos caídos”, “anjos do diabo”, e que são organizados em principados, poderes, governadores das trevas, hostes espirituais da maldade, contra os quais os seres humanos têm de lutar continuamente (Mt 12.43,45; Mt 25.41; IIPe 2.4, Ef 6.12). O que se pode inferir claramente na Escritura é que não foram os endemoninhados meros lunáticos, porém casos de “personalidade invadida”, e que os demônios eram espíritos maus que realmente entravam, dum ou doutro modo, em certas pessoas e as atormentavam”.


ANJOS CAÍDOS E DEMÔNIOS SÃO AS MESMAS COISAS?

A dúvida, se anjo caído e demônio são a mesma coisa, aparece quando lemos a Palavra sem analisarmos todo o contexto. Se fizermos a leitura como num todo entenderemos que demônios e anjos caídos são sinônimos. Leiamos alguns textos:

“E ele clamou com voz forte, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, e guarida de todo espírito imundo, e guarida de toda ave imunda e detestável (Ap 18.2)”.

“e aconteceu que, quando semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho, e vieram as aves e a comeram” (Mc 4.4).

“E os que estão junto do caminho são aqueles em quem a palavra é semeada; mas, tendo-a ele ouvido, vem logo Satanás e tira a palavra que neles foi semeada” (Mc 4.15).

 

O texto de Apocalipse nos revela que: Demônio = Espírito Imundo = Ave Imunda. Ao ligarmos essas informações do texto de Apocalipse com os textos de Marcos solucionamos qualquer dúvida. No texto de Marcos o diabo, que é um anjo caído, é chamado de Ave. É claro que o diabo está na mesma posição de rebeldia que os demônios. Podemos então entender o seguinte: Diabo = Ave Impura = Espírito Imundo = Anjo Caído = Demônio – Logo os demônios são anjos rebelados a serviço de Satanás.


A FÚRIA DO MAL CONTRA A IGREJA

A fúria dos anjos maus está especialmente dirigida contra a Igreja de Cristo, porquanto: a) continuamente procuram destruí-la por suas investidas em geral (Mt 16.18); b) Tentam impedir os ouvintes de aceitarem os favores do evangelho (Lc 8.12); c) disseminam doutrinas errôneas (Mt 13.25; ITm 4.1); d) incitam a perseguição ao reino de Deus (Ap 12.7).


OS ANJOS MAUS E OS NEGÓCIOS DAS NAÇÕES

No livro de Daniel capítulo dez, se lê que o anjo de Deus trazia uma resposta ao profeta, todavia o anjo sofreu resistência do príncipe do reino da Pérsia, pelo que veio o arcanjo Miguel com seu exército para lutar e abrir caminho para o mensageiro do Senhor. A referência ao “príncipe da Pérsia” é uma expressão, no texto em supra, aos anjos de satanás. No caso, esse anjo mal tinha uma certa influência no reinado Pérsia. Provavelmente o domínio desse principado manipulava as decisões políticas, sociais e religiosas. Como nesse caso, devem existir outros, que com seu domínio maligno manipulam países inteiros e isso é fato.


A ONDE HABITAM OS ANJOS CAÍDOS

Parte deles habitam no inferno: “Porque se Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo” (IIPe 2.4).

aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia” (Jd.Vrs.6).

A palavra INFERNO na Bíblia tem significados que variam de acordo com o texto em que é citada. Vamos analisar apenas quatro formas:

– SHEOL: O mundo dos mortos (Dt 32.22; Sl 9.17).

– HADES: É a forma grega para o hebraico SHEOL, e significa lugar das almas que partiram deste mundo (Mt11.23; Lc 10.15; Lc 16.23)

– GEHENNA: Termo usado para designar um lugar de suplício eterno (Mt 5.22; Mc 9.43).

– TARTAROO: O mais profundo do abismo e significa encarcerar no suplício  (IIPe 2.4)

Os textos de Pedro e Judas não querem dizer que todos os anjos maus estejam presos no inferno, pois a Bíblia mostra no seu contexto geral que a maioria deles está solta (Ef 6.12). Em breve todos serão julgados e condenados para sempre (Mt 25.41; Ap 20.10-14; Rm 16.20).

Provavelmente a maioria habita nas regiões celestes: “nos quais outrora andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos de desobediência” (Ef 2.2).

pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes” (Ef 6.12).

“Ora, havendo o espírito imundo saindo do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso; e não o encontrando, diz: Voltarei para minha casa, donde saí. E chegando, acha-a varrida e adornada. Então vai, e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entrando, habitam ali; e o último estado desse homem vem a ser pior do que o primeiro” (Lc 11.24-26).

Entendemos que o diabo e seus demônios estão nos ares e procurando vítimas! Expressões tais como “principado”, “potestade” e “forças espirituais” falam não somente do lugar onde habitam, mas também do poder de decisão que exercem no cumprimento de suas responsabilidades infernais. Saibam que os demônios estão por ai e é mister que eles ainda tenham algum tempo, por isso convém a você cuidar da sua casa (o seu corpo). O manter a casa limpa não basta é preciso convidar Jesus para ser Senhor e centro da casa. Muitos até vão a Igreja e se sentem bem, mas é insuficiente é preciso ser cheio do Espírito de Jesus, viver uma vida de oração, manter comunhão com a Igreja, conhecer a Palavra e viver piedosamente. Vivendo assim teremos o diabo embaixo dos pés e no juízo final os julgaremos. Leiamos: “Ou não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo há de ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas? Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos?” (ICo 6.2-3).


SERÁ QUE UM ANJO CAÍDO PODE SE MATERIALIZAR? (TOMAR FORMA HUMANA)

É revelado na Palavra de Deus que os anjos bons podem se materializar, isto é, tomar forma humana (Gn 18.1-2; Gn 19.10; At 1.10). A materialização dos anjos de Deus acontece sempre quando há uma missão envolvida. Deus permite esse fato (Sl 91.11), provavelmente por causa da fraqueza humana, pois se os anjos aparecessem no mundo físico como eles são iriam chocar os homens e não aguentariam o esplendor angelical (veja Dn 8.27). Por causa desse fato surge a pergunta a respeito dos anjos maus; será que eles podem se materializar? A resposta a essa pergunta é encontrada quando meditamos no texto de Lucas 11.24-26. O diabo e seus anjos quando caíram sofreram uma deformação (Ez 28; Is 14; Ap.12) perdendo assim as suas formas angelicais, tornando-se criaturas hediondas e horríveis: “CHEGASTE A UM FIM HORRÍVEL” (Ez 28.19). No texto em lide, Lucas narra que essas criaturas estão a procura de corpos humanos para se tornarem hospedeiros, fazendo desses corpos verdadeiras oficinas de coisas maléficas. Acreditamos que esses anjos maléficos não podem se materializar, pois não iriam usar tantos esforços para tomarem um corpo se pudessem ter um. Seria muito mais fácil para os demônios tomar forma humana e arrasar os outros homens, mas isso não acontece. Nunca se leu na Bíblia que um anjo bom tomou posse de corpos humanos, mas que se materializaram em forma de varão. Por outro lado, os demônios estão sempre procurando um corpo para cumprir as suas maldades, nos deixando claros da impossibilidade de se materializarem.

Concluindo a resposta dessa conjectura, quero deixar claro que a Bíblia nunca relatou tal fato e nem deixa bases para essa suposta possibilidade de materialização demoníaca. O que tem sido vivenciado é o que está na Bíblia, onde pessoas que deram brechas foram dominadas completamente, ficando possessas.

 

A OBRA DOS ANJOS MAUS EM GERAL

Eles podem ser lançados por Deus entre um povo mau (Sl 78.49); procuram separar os cristãos de Cristo (Rm 8.38); opõem-se aos anjos bons e a sua obra (Dn 10.12-13); cooperam com satanás, realizando o seu propósito (Mt 25.41; Ef 6.12; Ap 12.7-12); infligem enfermidades (Jó 1.5-10; Mt 9.33); causam alienação mental (Mc 5.4-5); semeiam falsa doutrina (ITm 4.1); opõem-se aos filhos de Deus (Ef 6.12); possuem humanos e animais (Mt 4.24; Mc 5.8-14); são usados por Deus para, em um segundo plano, realizar o seu propósito (Ap 9.1-12; Ap 16.14).

 

    Imprimir       Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *