Carregando...
Você está em:  Home  >  Adventismo  >  Artigo

Os Hebreus e a sobrevivência da alma após a morte

Por   /  27 de fevereiro de 2021  /  Sem comentários

    Imprimir       Email

Os Hebreus primitivos sempre acreditaram que a alma sobrevive após a morte do corpo

E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente. Gênesis 2.7

Fala o Senhor, o que estende o céu, e que funda a terra, e que forma o espírito do homem dentro dele. Zacarias 12.1

Partiram de Betel, e, havendo ainda um pequeno espaço de terra para chegar a Efrata, teve um filho Raquel e teve trabalho em seu parto. E aconteceu que, tendo ela trabalho em seu parto, lhe disse a parteira: Não temas, porque também este filho terás. E aconteceu que, saindo-se-lhe a alma (porque morreu), chamou o seu nome Benoni; mas seu pai o chamou Benjamim. Gênesis 35.16-18

E levantaram-se todos os seus filhos e todas as suas filhas, para o consolarem; recusou, porém, ser consolado e disse: Na verdade, com choro hei de descer ao meu filho até à sepultura (Sheol). Assim, o chorou seu pai. Gênesis 37.35

Então, se mediu sobre o menino três vezes, e clamou ao Senhor, e disse: Ó Senhor, meu Deus, rogo-te que torne a alma deste menino a entrar nele. E o Senhor ouviu a voz de Elias; e a alma do menino tornou a entrar nele, e reviveu. 1 Reis 17.21,22

    Imprimir       Email
  • Publicado: 2 meses atrás em 27 de fevereiro de 2021
  • Por:
  • Última modificação: fevereiro 27, 2021 @ 11:25 am
  • Arquivado em: Adventismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *