Carregando...
Você está em:  Home  >  Vida Cristã  >  Artigo

Sofrimento e Adversidade

Por   /  8 de julho de 2022  /  Sem comentários

    Imprimir       Email

“Sabemos que todas as cousas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Rm 8.28).

Veremos que o sofrimento pode vir por causa do pecado, ou da desobediência. Mas o sofrimento é, antes de tudo, uma es­cola de Deus. Este treinamento tem como objetivo mostrar que a dor é parte da vida, tem um propósito de Deus para nos dar expe­riência, para que possamos ajudar aos outros e, finalmente, para testar a nossa fé e levar-nos à perseverança. Vejamos estes tópicos com mais atenção;

SOFRIMENTO POR CAUSA DO PECADO OU DESOBEDIÊNCIA

“Filho meu, não desprezes a correção que vem do Senhor, nem desmaies quando por ele és reprovado; porque o Senhor corrige a quem ama, e açoita a todo filho a quem recebe. E para disciplina que perseverais (Deus vos trata como a filhos); pois, que filho há a quem o pai não corrige?” (Hb 12.5-7)

Deus trata com seus filhos de uma maneira semelhante aos pais que corrigem os seus filhos. Um pai que entende que os filhos precisam de correção não tem dificuldade para discipliná-los. O que é levado pelo sentimento, fica com pena do filho e não cum­pre a sua obrigação de discipliná-lo, está perdendo uma grande oportunidade de moldar o caráter do filho, preparando-o para a vida.

Deus sabe de todas as coisas, porque é onisciente. Assim sen­do, usa o sofrimento para nos corrigir, quando pecamos ou somos desobedientes. Os exemplos são muitos, mas citaremos apenas o de Davi, que perdeu o seu filho. Deus permitiu que o menino mor­resse, para mostrar o pecado do seu servo. Davi sofreu, mas acei­tou a disciplina do seu Deus e se concertou com o mesmo. Mas o sofrimento nem sempre vem como consequência do pecado e da desobediência, mas para compreendermos que a dor é parte da vida.

PARA COMPREENDERMOS QUE É PARTE DA VIDA

“Porque vos foi concedida a graça de padecerdes por Cristo, e não somente de crerdes nele” (Ep 1.29).

Paulo, aos filipenses, disse que o sofrimento faz parte da vida cristã. Eles teriam de aceitar que a vida cristã inclui o padecer por causa do evangelho, por causa de Cristo. O próprio Paulo afir­mou: “Agora me regozijo nos meus sofrimentos por vós; e preen­cho o que resta das aflições de Cristo, na minha carne, a favor do corpo, que é a igreja” (Cl 1.24). O que Paulo está afirmando e que Cristo disse aos seus discípulos: “Estas cousas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo passais por aflições; mas ten­de bom ânimo, eu venci o mundo” (Jo 16.33).

O crente, o discípulo de Jesus, tem de entender que a vida cristã é uma vida de sofrimento, mas o mesmo faz parte de uma vida que foi experimentada por Cristo c seus apóstolos. Se nós somos discípulos de Jesus, lemos de experimentar a mesma vida que Ele viveu.

O PROPÓSITO DO SOFRIMENTO

“Sabemos que todas a cousas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu pro­pósito” (Rm 8.28).

As coisas, para Deus, não acontecem por acaso. A Bíblia nos mostra, de Gênesis a Apocalipse, que Deus tem um plano na sua criação e que vai levá-lo até o seu termo Todas as coisas que já aconteceram e irão acontecer estão narradas na Bíblia. Neste pla­no de Deus, todas as coisas estão incluídas. Entre elas, o sofrimen­to. O sofrimento não acontece por acaso. Nós podemos ver no sofrimento de Jó, este fato. No final do seu sofrimento, Jó chega à conclusão de que ele não conhecia a Deus tanto como agora. Ele disse: “Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos de veem. Por isso me abomino, e me arrependo no pó e na cinza” (Jó 42.5.6).

Interessante é que Paulo nos diz que o sofrimento concorre para o bem daqueles que amam a Deus. Deus permite o sofrimen­to porque Ele conhece todas as coisas Ele sabe que se o sofrimen­to for recebido como benção, resultará, no futuro, cm bem para nós.

Então, aceite o sofrimento como um propósito de Deus para a sua vida (At 14.22).

O SERVO PROVADO PELO SOFRIMENTO PODE AJUDAR OUTROS

“É ele que nos conforta em toda a nossa tribulação, para podermos consolar aos que estiverem em qualquer angústia, com a consolação com que nós mesmos somos contemplados por Deus (2Co 1.4).

Quando um crente adoece, ou é atribulado, está aprendendo uma lição. Se ele receber o sofrimento com este propósito, está pronto a ajudar outras pessoas. O sofrimento é uma escola na qual só pode remos receber aprovação se nos colocarmos na posição de alunos ou discípulos.

Este mundo é um vale de lágrimas. Temos que aprender a viver nele, ter vitória sobre os sofrimentos, para, assim, poder con­fortar os outros e ensinar-lhes a receber o sofrimento na perspecti­va correta.

SOFRIMENTO PROVA A FÉ E CONDUZ À PERSEVERANÇA

“Meus irmãos, tende por motivo de toda a alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé. uma vez confirmada, produz perseverança. Bem-aventurado o homem que suporta com perseverança a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam” (Tg 1.2,3.12).

‘O sofrimento e a adversidade são provas para a nossa fé. A nossa fé precisa ser provada e é através das provas que a fé amadu­rece. Se aceitarmos o sofrimento e a adversidade com um espírito certo, sabendo que o sofrimento foi permitido por Deus que nos criou, que tem um plano para todas as coisas, que o sofrimento é uma escola para nos ensinar a confortar os outros, iremos ter a nossa fé e perseverança. Não seremos levados ao desespero, ao pessimismo, à revolta, como acontece com aqueles que não têm conhecimento de Deus.

A vida de Paulo é um exemplo desta atitude. Ele sabia viver em qualquer situação. Quando passava por necessidade, aceitava as provações. Certa vez. ele, sofrendo o que chamou “espinho na carne”, orou três vezes, pedindo que o Senhor tirasse aquele “mensageiro de Satanás”. Mas Deus lhe disse: “A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Ao que Paulo acres­centou “De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas para que sobre mim repouse o poder de Cristo” (2Co 12.9).

Temos necessidade de aceitar o sofrimento na perspectiva correta. Não o devemos procurar, nem pensar que nos sobrevirá. O sofrimento faz parte da experiência humana e temos que experimenta-lo debaixo da graça de Deus.

—————-

JOÃO LEÃO DOS SANTOS XAVIER, LIVRO: PASSO A PASSO COM CRISTO – EDITORA LERBAN

    Imprimir       Email
  • Publicado: 5 meses atrás em 8 de julho de 2022
  • Por:
  • Última modificação: julho 8, 2022 @ 9:04 am
  • Arquivado em: Vida Cristã

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *