Carregando...
Você está em:  Home  >  Comentário Bíblico  >  Artigo

O que significa “Seio De Abraão”?

Por   /  1 de julho de 2022  /  Sem comentários

    Imprimir       Email

 

Os defensores da visão imortalista estão divididos em dois grupos no que diz respeito ao destino do justo, depois da morte, antes da ascensão de Cristo aos céus. De um lado estão os que acreditam que nesse período os justos iam para o Hades, o inferno provisório que na época tinha duas regiões, uma que era conhecida como o Seio de Abraão, para onde ia a alma dos justos e a outra, conhecida como o Lugar de Tormento, o inferno propriamente dito, mas não o Geena, o inferno escatológico. Sobre o Seio de Abraão, Bancroft faz o seguinte comentário:

“No Antigo Testamento, todos aqueles que morriam, tanto justos como ímpios, são referidos como indo para o Sheol (Gn 37.35; SI 9.17; 16.10). Na narrativa do rico e Lázaro em Lucas 16, Jesus levanta a cortina e revela o fato de que no Sheol ou Hades existem dois compartimentos. O primeiro, chamado de “seio de Abraão”, era a habitação dos justos, e então era identificado como o Paraíso (Lc 23.43), comparado com Mt 12.40). Por ocasião da ressurreição de Cristo essa parte do Hades foi esvaziada de seus ocupantes, que foram transferidos à destra de Deus (Ef 4.8-10), comparado com 2Co 12.2-4; SI 68.18; Zc 9. 11,12). A nova habitação dos justos é atualmente chamada de Paraíso. É a esse lugar da presença de Cristo que o crente vai por ocasião de sua partida deste mundo, e é ali que o crente habita em comunhão consciente com Cristo, onde permanecerá também até a ressurreição dos justos (Fp 1.23,24; 2Co 5.6-8; 1 Ts 4.14-17). A outra parte do Hades ou Sheol, que era separada do Paraíso pelo grande abismo, é a habitação das almas dos ímpios. É a prisão temporária onde os criminosos do universo são mantidos aprisionados enquanto esperam o Julgamento do Grande Trono Branco” (Bancroft, Emery H. Teologia Elementar Dournndna e. Conservadora, p. 366, Primeira Edição, Décima Primeira Reimpressão, Editora Batista Regular, 2006, São Paulo, SP).

——

LIVRO: PERGUNTAS DIFÍCEIS DE RESPONDER, ELIAS SOARES DE MORAES

    Imprimir       Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *